quinta-feira, 5 de março de 2009

O mercado interno



Já aqui tenho defendido que o Sport Lisboa e Benfica devia apostar na recuperação da liderança do mercado interno de contratações. No passado, os jogadores que se destacavam noutros clubes tinham como prioridade vestir a camisola do Benfica.
Foi assim com os míticos Jaime Graça, Vítor Batista (que vieram do V. Setúbal), ou dos casos mais recentes de Diamantino, Chalana, Carlos Manuel, Bento, o chamado grupo do Barreiro, porque pontificavam no histórico Barreirense, ou ainda nos casos de Folha (Boavista), João Alves (Boavista, Salamanca), ou mais recente ainda, com João Vieira Pinto e Nuno Gomes (Boavista), ou Vítor Paneira (Vizela), etc.
Para só falar nos portugueses, porque com os estrangeiros, principalmente brasileiros, acontecia o mesmo, como são exemplos paradigmáticos os casos de Isaías (Boavista) e Ademir (V. Guimarães).
Ou seja, o Benfica dominava o mercado interno. Não havia jogador que pontificasse que não fizesse do Benfica a sua primeira escolha. Isso foi-se perdendo, por culpa do clube, mas também porque, deve-se dizê-lo, o futebol hoje tem outras regras, outras leis.
Mas tenho como incontornável que um retorno à liderança do mercado interno será meio caminho andado para a hegemonia do futebol português. Comecei a acreditar que estávamos neste rumo quando Luís Filipe Vieira contratou Fábio Coentrão ao Rio Ave quando o extremo era dado como certo no Sporting, e Makukula ao Marítimo, depois do avançado começar a ser cobiçado após ter-se estreado na Selecção Nacional.
Porém, não houve continuidade nesta política. Não sei o que falta, nem o que falha. Será a rede de olheiros que é fraca e/ou negligente? Será que não se dá a devida importância ao que se passa cá dentro, mesmo em divisões inferiores?
A aposta, que parece clara, na formação, é um bom princípio e um bom sinal. Mas não chega. Vítor Paneira é um exemplo de que nas divisões menos mediáticas há jogadores com classe para envergaram a camisola do Benfica. E jogadores que podem cumprir aquilo que Luís Filipe Vieira defendeu no seu discurso na Gala dos 105 anos: “Para vestir esta camisola é preciso merecê-la. É preciso saber senti-la!”.
Nos próximos “posts” vou voltar a este assunto, nomeadamente falando de jogadores que acho que merecem uma melhor atenção do Benfica. Jogadores portugueses, claro!

5 comentários:

  1. Este Varela e o Miguel Lopes parece-me que mereciam alguma atenção.
    Mas... só depois veríamos, como tem acontecido com muitos. O Benfica tem uma equipa em formação e só depois poderão vir alguns jovens para "pegar de estaca" como acontecia nesses tempos.
    Dentro de um ou dois anos creio que estaremos em condições de o fazer.
    Mas... o eterno mas.

    ResponderEliminar
  2. Um adepto atento07 março, 2009 03:32

    Euro 2004: Tribunal de Contas diz que a Câmara Municipal «concedeu desmesurado apoio ao F.C. Porto»
    [ 2006/01/13 | 17:54 ] RedacçãoLinks relacionados:

    Um relatório do Tribunal de Contas considera, após uma auditoria aos apoios municipais concedidos aos clubes com estádios do Euro 2004, que houve um claro favorecimento nos apoios imobiliários aos ditos clubes. Em particular ao F.C. Porto, através dos terrenos no âmbito do Plano Pormenor das Antas. A Câmara Municipal do Porto concedeu apoios totais na ordem dos 89 milhões de euros, sendo que 88 milhões desse total foram para o F.C. Porto e apenas um milhão para o Boavista.

    O relatório diz que este favorecimento aos azuis e brancos foi feito através do valor de alguns dos terrenos entregues pelo município ao clube, os quais «foram subavaliados para quase um terço do seu valor comercial», adiantando que «através da distorção do conceito legal de comparticipação financeira foi possível à autarquia conceder desmesurado apoio imobiliário ao F.C. Porto, proveniente do património público autárquico, traduzível e redutível, naturalmente, à noção de dinheiros públicos».

    Por tudo o que foi dito atrás o documento do Tribunal de Contas considera que «o contrato está gizado de molde a proteger generosamente o interesse do F.C. Porto, em detrimento do razoável acautelamento do interesse público e dos dinheiros públicos».

    ResponderEliminar
  3. A ausência de uma política de prospecção forte para o mercado português é uma das falhas mais evidentes do nosso futebol. Não entendo comotemos tão poucos jovens a rodar em outras equipas por empréstimo, como fazem, abundantemente, FC do Porto e Sporting. Isso permitir-nos-ia reduzir a margem de risco dos jovens portugueses que contratamos, que sempre têm dificuldade de se adaptar e reduzir os valores do negócio. O grande problema é que a esmagadora maioria dos dirigentes do nosso futebol comem na mão do Pintinho e são meros joguetes das suas estratégias...
    Já agora, para quando uma aposta na formação nos países africanos de expressão portuguesa, que tantas "pérolas" nos deram?
    Abraço,
    Zé Amaral

    ResponderEliminar
  4. finalmente um post com grande importância que já não se lia por aqui há muito tempo!! ainda bem que tocou neste ponto... é preciso voltarmos a contratar jogadores portugueses com amor á camisola.. só eles ssabem e podem transmitir o que é jogar o Benfica à BENFICA!!!!!!! temos que 'pressionar' o Benfica para que isto volte a acontecer....

    espero ansiosamente por esse post de jogadores portugueses à Benfica!!

    ResponderEliminar
  5. É claro que TODOS os clubes das I e II Ligas prestam vassalagem aos porcos, a excepção é só mesmo o SLB, é o único que pode caminhar direito sem dever nada a ninguem. Por isso é mais dificil negociar um jovem jogador que milite nestes clubes. Parece que à partida já estão reservados aos corruptos, a não ser que abdiquem destes.
    Por isso também, acho que o R. Amorim foi uma grande contratação, pois chegou a ter 1 pré-acordo com o clube do curral.

    Mas sinceramente, achas que há qualidade na 1ª Liga para o Benfica neste momento? Acho que não!
    Varela?, Cissokho?, M. Lopes?... não me parece.
    Djalma e Beto talvez.

    Convém não esquecer que Miguelito e Manduca também eram muito bons nos seus anteriores clubes, antes de ingressarem no Benfica.

    É preciso muito critério nas escolhas.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...