sábado, 24 de novembro de 2007

De pequenino se torce o pepino...


A polémica em torno do jovem jogador de 8 anos, Bruno Silva, do Bragafut, pretendido pelo Benfica e pelo Sporting, tem-se pautado pela discussão do acessório e não do essencial. Colunistas de ocasião e opinadores de pacotilha viram nesta polémica mais um pretexto fácil para atacar o Presidente do Benfica.
No meio desta trapalhada, já se identificaram os bons e os maus da fita. Os bons são o Bragafut, os pais do atleta e o Sporting, os maus, o Benfica e o seu Presidente. O Bruno serve apenas para tornar mais odioso aos olhos da opinião pública o comportamento de Luís Filipe Vieira e do Benfica, qual “Esmeralda” de chuteiras.
Ora, se é lamentável aquilo que está a acontecer ao miúdo de Braga, mais lamentável é o aproveitamento da situação para fins inconfessáveis. Neste processo não há virgens puras, mas apenas uma vítima inocente, o Bruno Silva. O essencial, que é escamoteado, passa por discutir se é razoável vigorar uma legislação desportiva que permite que se negoceie uma criança de 8 anos como se de um sénior se tratasse. A isto, o senhor Madaíl, presidente da Federação, nada diz, mais preocupado que está em divulgar os seus delírios grotescos como o de organizar o campeonato do mundo de futebol, sonhando, talvez, com a construção de mais 10 OTAs, quais “elefantes brancos” à imagem do aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto. E o silêncio do secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, também não deixa de ser confrangedor.
O essencial, que é escamoteado, é questionar como é possível que um pequeno clube de futebol de sete, o Bragafut, coloque “no mercado” uma criança de 8 anos. E como é possível que os pais do Bruno Silva, vendo no filho talvez a resolução de todos os problemas financeiros, presentes e futuros, aceitem este negócio, como se se tratasse de uma mera mercadoria.
Luís Filipe Vieira, neste quadro, limitou-se a aceitar as regras do jogo e a disputar um jogador “no mercado”, defendendo, como lhe compete, os interesses do Benfica. Aos moralistas de última hora, aconselho-os a não utilizarem o jovem Bruno Silva como arma de arremesso, pretendendo retirar deste triste episódio dividendos mais apetecíveis no mundo dos adultos.

1 comentário:

  1. José Casimiro de Pina - Cabo Verde24 novembro, 2007 18:27

    Só tenho uma coisa a dizer: Estivesse o Benfica na posição do Sporting, vinham logo os "juristas de serviço" deste mesmo clube, nos jornais e nos programas televisivos habituais acenarem-nos com a cópia do contrato, as cláusulas e toda a legislação em vigor, e mais, certamente o sr. Secretário de Estado Laurentino Dias prontamente se faria ouvir...e sem gracejos!!
    P.S. O jogo do Benfica de hoje em Coimbra é mais importante que o próximo a disputar na Luz, primeiro porque o árbitro é Olegário Benquerença, segundo porque estamos "apenas" a quatro pontos do Porto que tem uma partida difícil amanhã contra o Setúbal e por fim porque o próximo jogo será contra o Porto. Estarei atento....

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...