segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Cardozo + 2

A homenagem que se impõe (www.ojogo.pt)

Camacho resolveu ontem à noite frente à Académica, na Luz, para a Taça de Portugal, experimentar um sistema táctico que permitisse a colocação de dois homens na frente. Cardozo apareceu, assim, com o apoio de Nuno Gomes, numa versão apenas experimentada a espaços pelo treinador espanhol. Renitente a grandes variações tácticas, Camacho criou a si próprio uma grande dor de cabeça.
Apostando sistematicamente em apenas um homem na frente – Nuno Gomes ou Cardozo – apoiado por dois falsos extremos, mais concretamente, dois “interiores” (na gíria dos anos 70), Christian Gonzalez e Maxi Pereira, Camacho rompeu com a tradição e ganhou, dando razão a quem defendia que o paraguaio “Tacuara” rendia mais com um homem ao lado.
E na verdade assim foi, com Cardozo a assinar dois golos e uma mão cheia de momentos de finalização. O paraguaio sentiu-se como peixe na água neste sistema táctico, com muitos remates e também assistência, estando permanentemente em jogo.
Agora, Camacho vai ter de pensar o que fazer para a próxima jornada, no Restelo, frente ao Belenenses: ou voltar ao seu sistema preferido, com um homem na frente, ou assumir que as características do ponta de lança Óscar Cardozo rendem mais com o apoio de um outro avançado. Um conselho a Camacho: não se muda o que está bem…
Taça de Portugal: Benfica - 3, Académica - 1
(Estádio da Luz, 9 de Dezembro de 2007)

2 comentários:

  1. José Casimiro de Pina10 dezembro, 2007 14:33

    Só há um pequeno pormenor, nesse sistema não pode jogar o Rui Costa, pois ele não tem a disponibilidade defensiva dos médios interiores (Petit, Katsouranis ou Binya) nem a velocidade dos extremos (Assis, Di Maria, Rodriguez ou Adu). MAS PREFIRO ESTE SISTEMA!!!

    ResponderEliminar
  2. José Casimiro de Pina10 dezembro, 2007 14:40

    Impõe que se diga uma coisa:
    Numa competição a eliminar, contra uma equipa da Primeira Liga, o Benfica jogou sem SEIS (6) habituais titulares (Quim, David Luiz, Katsouranis, Rui Costa, Maxi Pereira e Cristian Rodriguez), ou seja, não jogou na sua máxima força, ou melhor, jogou "com uma perna às costas" (sem meia equipa titular) e ganhou por três a um, curiosamente o mesmíssimo resultado obtido há menos de um mês a contar para o campeonato, reultado esse que foi objecto de alguma especulação por parte de alguns mal intencionados que quiseram passar a ideia de que tivemos a "mãozinha" do guarda-redes Ricardo e do "Bispo"...Domingos Paciência. E agora, que dirão??? Ainda somos nós que temos um palntel curto!!!
    Respira-se tranquilidade na Luz e isso está a incomodar muita gente, é notório!!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...