sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Mourinho no Liverpool: vai uma aposta?

Rafael Benitez e José Mourinho: um novo duelo em perspectiva, agora pelo lugar no banco dos "red devils", em Anfiel Road.
Fabio Capello, despedido do Real Madrid, apesar de campeão, vai treinar a Selecção de Inglaterra. Avram Grant renovou o contrato, por 4 anos, com o Chelsea. Carlo Ancelotti parece de pedra e cal no AC Milan. O Inter de Milão fez uma prova quase imaculada na Liga dos Campeões e vai na frente isolado do Cálcio – Mancini intocável.
O Manchester de Ferguson e o Arsenal de Wenger, nem pensar – os ingleses são demasiado conservadores para se desfazerem assim dos seus treinadores – e que treinadores!
O Barcelona está, de novo, imparável – apesar de Ronaldinho. Rijkaard pode dormir descansado. O Real Madrid também vai de vento em popa: 1º no grupo da Liga dos Campeões; 1º no campeonato espanhol. Que mais se pode pedir a Schuster?
E na Alemanha? O Bayern, esse colosso escondido na Taça UEFA, está na frente do campeonato – os teutónicos não vão muito em chicotadas psicológicas. Ottmar Hitzfeld está para durar.
Ironia do destino, não há nenhum grande clube europeu que se possa dizer que esteja a passar um mau bocado, como acabamos de ver. Quem sobra? Alguns emblemas poderosos mas sem historial, como Roma, Werder Bremen, Sevilha, Lyon, Valência. Ou seja, ninguém à medida de José Mourinho. Ninguém? Bom, se virmos melhor, faltam na lista dois clubes cuja dimensão corresponde ao estatuto e à ambição do treinador português: Liverpool e Juventus.
A Juventus, a famosa “Vecchia Signora”, ainda recupera do cataclismo que foi a descida de divisão, envolvida no escândalo do “Totocalcio”, mas está a fazer um bom campeonato, e depois de Didier Deschamps, um dos mais geniais meio-campistas da história da Selecção francesa, e que continua a impor-se como um treinador da nova geração, a ter levado de novo à divisão máxima do calcio, é agora comandada por outro proscrito do Chelsea, Cláudio Ranieri.
Sobra o Liverpool. O clube inglês, treinado por Rafael Benitez, um inimigo de estimação de Mourinho, tornou-se na “besta negra” do Chelsea na Liga dos Campeões, enquanto Mourinho foi o treinador dos “bleus”.
O Liverpool vem de fazer uma sofrível fase de grupo da “Champions”, tendo-se apurado “in extremis”, e na Premier League está num modesto lugar, já afastado do título. Se os “reds” de Anfield Road forem eliminados nos oitavos-de-final da “Champions”, quem sabe? E seria sempre caso para dizer que quem ri por último ri melhor…

8 comentários:

  1. O treinador da Juventus é o Claudio Ranieri...

    ResponderEliminar
  2. José Casimiro de Pina14 dezembro, 2007 21:15

    Nada mais falso. Em Inglaterra as chicotadas psicológicas são difícies e no Liverpool então nem se fala. Para não falar da manifestação pública a favor de Rafa Benitez que todos vimos nas ruas de Liverpool. Nos últimos tempos sabemos que a prioridade do Liverpool e do AC Milan se resumem (com sucesso) à Liga dos Campeões, e aí estes dois emblemas têm dado cartas. Só para lembrar ao autor deste texto que nos últimos três jogos para a Champions a equipa de Benitez marcou 16 golos e sofreu apenas 1. E acrescento ainda que dificilmente sairá eliminada nos oitavos como quer prever, vai uma aposta??

    ResponderEliminar
  3. oh tu qe percebes tanto de claques..
    n percebes um crl de futebol tb. achas q isto do léo tem alguma coisa a ver cm o camacho?
    e o deschamps n é o treinador da juventus...mas pronto tu percebes mt velhadas..
    va posta la este comment

    ResponderEliminar
  4. Concordando com o que escreveu, acho que na Juventus se aplica na mesma, apesar de este ano ser o Ranieri quem o treina e não o Deschamps. A acontecer será "bom" para o italiano que verá no Mourinho a sua besta negra pois, lembre-se, foi ele que o substituiu no Chelsea...

    ResponderEliminar
  5. com a vitória de hoje do Man Utd em Anfield Road não me admirava que tal acontecesse, entretanto pus um video no meu blog que tém muito a ver como a maior parte dos ingleses vé mourinho e que é escondida pela imprensa portuguesa

    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
  6. Muito obrigado pela correcção. já tinha dado pelo lapso. foi corrigido de imediato. mas a minha admiração pelo didier deschamps e a minha antipatia pelo claudio ranieri fez-me cair neste equívoco. mais uma vez muito obrigado pela vossa chamada de atenção. um bom natal para todos, mas mesmo para todos.

    ResponderEliminar
  7. Sofrivel? Começou mal... mas limpou o Besiktas com 8, o Porto com 4 e o Marselha com 4.

    Marcou 18 golos!

    Penso que só o Barcelona marcou mais golos, na época 1999/2000.

    ResponderEliminar
  8. A verdade é que no Chelsea já ninguém se lembra do Mourinho.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...